Entenda os principais termos em inglês do mercado financeiro


Oi pessoal, boa noite. Para nós que utilizamos o sistema financeiro brasileiro durante um bom tempo, é difícil de nos acostumarmos às terminologias bancárias em inglês aqui do Canadá. Muitas delas podemos até saber como funcionam, mas quando estão em inglês talvez isso não fique claro. Por isso, resolvi realizar uma espécie de glossário/tradução das palavras ou expressões mais comuns no mercado financeiro. Segue a lista.


Asset: em português, são chamados de ativos. São recursos que pessoas físicas ou jurídicas possuem e que podem ser quantificados em dinheiro. Veículos, imóveis, investimentos etc. Podem ser oferecidos como garantia às instituições financeiras em operações de crédito.


Bond: é um ativo emitido por instituições públicas ou privadas que busca arrecadar fundos através de investidores externos. A instituição recompensa os investidores através de juros. No Brasil são conhecidos como “títulos”.


Brokerage: no Brasil são conhecidas como corretoras. São instituições que realizam a conexão entre os compradores e os vendedores em operações financeiras.


CDIC: Canadian Deposit Insurance Corporation. É uma instituição do governo Canadense que garante em até CAD$ 100,000.00 para os clientes de uma instituição caso esta venha a falência. No Brasil temos algo semelhante, o FGC.


Certificate of deposit: ativo semelhante aos bonds, com exceção de que os Certificates of Deposit são oferecidos somente por bancos.


Collateral: ativos que são oferecidos por clientes para instituições como garantia de empréstimos ou financiamentos.


Credit score: um número que mede a credibilidade de um cliente para cumprir com seus compromissos de crédito.


Dividend: porção paga por empresas aos seus acionistas como distribuição de seus lucros.


Equity: ações emitidas por empresas que representam a posse de uma parcela da empresa por um acionista.


ETF: Exchange traded fund. São fundos de investimento com gestão passiva, operados no mercado de ações.


Guarantor: conhecido no Brasil como fiador. É uma pessoa que se responsabiliza por arcar por um pagamento caso a outra parte não o faça.


Hedge fund: fundos de investimento de alto risco que utiliza estratégias mais agressivas. Não são acessíveis ao investidor comum.


Insurance: são os seguros, que podem ser de saúde, de vida, de veículos etc.


Liability: chamado em português de passivos. Representam uma obrigação que uma pessoa física ou jurídica tem com outra parte. Podem ser empréstimos, financiamentos, pagamentos etc.


Mortgage: instrumento utilizado por instituições financeiras no qual um imóvel é uma garantia de um empréstimo ou de uma dívida existente. No Brasil é conhecida como hipoteca.


Mutual funds: fundos de baixo e médio risco, operados ativamente por uma empresa de investimentos que recebe aportes para ações, títulos, opções etc. São acessíveis ao investidor comum.


Overdraft: quando uma quantidade de dinheiro sacada de uma conta bancária é maior do que a quantidade existente. As instituições cobram uma taxa quando isso acontece, chamada de overdraft fee.


Stock: no Brasil é chamada de ação e basicamente representa uma parcela da empresa que o investidor comprou com o objetivo de crescimento no futuro e obtenção de dividendos.


É importante saber dessas informações porque, se algum dia alguém falar sobre ou lemos em algum lugar, poderemos saber do que se trata.


Você conhece mais algum termo que não foi mencionado? Comente abaixo!



Fontes: https://www.cornerstonebanks.net/banking-terms-banking-terminology

https://am.jpmorgan.com/us/en/asset-management/gim/adv/glossary-of-investment-terms


Minhas redes sociais:

Instagram @gustavocysneiros

Linkedin https://www.linkedin.com/in/gustavocysneiros/

0 visualização
  • Car_servicess-25-512
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • images (2)
  • Black Spotify Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black LinkedIn Icon

networkingparabrasileiros